domingo, 15 de fevereiro de 2009

REFLEXÔES SOBRE A " PROVINHA"



Inevitavelmente, a forma com que foi aplicada e a falta de organização do processo da " provinha" para os professores temporários, pois não houve a contratação de uma empresa especializada, conforme sugestão da Apeoesp na aplicação da referida avaliação e espertamente a atual Secretária soube como ninguém praticar ideologia, sou seja particularizar o geral e generalizar o particular. Mesmo sabendo que não deveria divulgar os dados parcialmente ou seja que alguns milhares de professores tiveram suas prova “ zeradas” , sem separar se a nota zerada foi por não comparecimento à avaliação. E aí é importante ressaltar que vários professores não conseguiram realizar as duas provas nas quais estava inscritos, como por exemplo, português e inglês. Consequentemente a Apeoesp Sindicato dos professores não restava outra alternativa senão entrar com a liminar para anular a referida “ provinha” . Uma outra visão que a Secretária da Educação tentou passar para a comunidade escolar é que existe duas categorias de professores , os mais “ velhos” incompetentes e contrários às mudanças propostas pela Secretária e os “ mais novos” mais competentes e melhores “ avaliados” na “ provinha” . Porém, o que se esquece é que os dois segmentos: professores mais antigo e os novatos, são fundamentais nos processos ensinos aprendizagens.
Deste lamentável episódio ficou a imagem que o Sindicato dos Professores_apeoesp, defende os professores “incompetentes”. Cabe uma pergunta a quem interessa criar tal imagem do Sindicato?

Nenhum comentário:

Arquivo do blog