domingo, 24 de maio de 2009

O QUE A FALTA DE UM PLANO ESTADUAL PODE OCASIONAR


Indignado e cansado de ver fatos como o abaixo descrito, decide encaminhar ao Ministério Público Estadual e-mail com o seguinte teor:
Prezados Senhores:

Considerando o editorial (em anexo) produzido pela Folha de S. Paulo em sua edição de 17/05/09, com o título " socorro ao professor" motivado pelo tumulto de uma escola na zona leste da capital com intervenção de Força policial.

Considerando a matéria produzida pela rede globo de televisão em seu programa profissão repórter, com o título Escola de periferia, disponível no vídeo:Considerando que como é previsto na LDB lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, todos os Estados e Municípios deveriam elaborar seus planos Estaduais e ou Municipais. Pergunto porque até hoje o Estado de São Paulo não possui o seu plano Estadual de Educação? Será que é mais uma "esperteza" de seu Gestor: Governador José Serra? Uma vez não existindo plano, não existe metas e não existindo metas não tem o que cobrar? Gostaria de ser informado se existe alguma Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Publico Estadual cobrando providências para que o Plano Estadual de Educação do Estado de S. Paulo, seja discutido, aprovado e colocado em prática com suas devidas metas. Podemos perceber que um município de nome Flushing, nos EUA de apenas 8.500 habitantes além de possuir um Plano Municipal de Educação possui também Um Plano de desenvolvimento de tecnologia em Educação cuja versão traduzida pode ser acessado em: Plano Tecnologia Em Educacao Flushing Escolas Da Comunidade
Aguardo resposta a respeito das indagações acima.

Atenciosamente:

Prof.ANTONIO CARLOS GARCIA

Professor e cidadão honesto que com muita dificuldade cumpro com minhas obrigações e pago meus impostos em dia.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog